BANNER_EROS_PORNOGRAFADO.png

Renato Gonçalves em Eros pornografado - Homoerotismo masculino e pornografia amadora, traz parte de sua pesquisa em torno da pornografia, assim como a ética e a estética da mesma.

BANNER_YNUNDAÇÃO.png

Primeiro livro de Carú de Paula Seabra, poeta e psicólogo transmasculino e transvyado, que apresenta aqui um objeto de suas memórias e transformações.

BANNER_ETERNA-MISS.png

Narrativa carnavalizada de Felicia Flores, dividida em 3 livros num box: Continentes em transe, Retratos da Imperatriz e Ilhas e milhas às Pampas.

BANNER_HELIOGABALO.png

Antonin Artaud, o poeta e filósofo francês, historia neste livro, a partir de um arsenal de leituras dos textos clássicos sobre a História do Império romano, a vida e os feitos de Heliogábalo, imperador romano dos 14 aos 18 anos.

BANNER_DECADENTISMO.png

Coleção dedicada a reedições de obras entre Brasil e Portugal de temática homoerótica. 

Novo livro de Amara Moira, Neca reúne a primeira versão de seu monólogo em pajubá e mais 20 poemetos travessos.

BANNER_ERÓTICA.png

Antologia poética de Aimée G. Bolaños, Erótica Medusa reúne a obra da leitora e escriba de ficção em português e espanhol.

BANNER_MEUCORACAO.png

Único romance de Luiz Carlos Góes, Meu coração pertence ao papai é um antídoto contra a caretice.

BANNER_ENVERGA.png

Biografia da travesti Cintura Fina nos anos em que viveu em Belo Horizonte, escrita pelo pesquisador Luiz Morando.

BANNER_DOTEXTOAOFILME.png

Livro composto por 09 artigos que trata da teoria Queer à luz de teorias como  da Adaptação tratando do trânsito entre literatura e cinema. 

BANNER_ESCREVEROPAI.png

Último trabalho de Fábio Figueiredo Camargo, o livro é um estudo sobre a paternidade na obra de

Lúcio Cardoso. 

BANNER_SEXORARO.png

Coleção dedicada a reedições de obras homoeróticas e pornográficas que sofreram apagamento.

BANNER_FLORDOAGUAPE.png

Com uma grande dose de irreverência, Cláudio Rodrigues passa por estes 19 contos nos entregando uma narrativa dividida em duas fases sobre o ser “bixa”: as crianças, categorizadas como aflitas pelo autor, e os adultos, que se encontram sem rumo.